Blogue

Certamente já reparou nas novas matrículas que andam em circulação desde o passado mês de Março de 2020. Com um design mais minimalista, as novas matrículas são menos informativas pois já não incluem o mês e ano de registo. Para além dos carros novos, se tem um carro mais antigo também pode mudar para o novo modelo. Mas atenção, quem as produz, deverá seguir toda a informação do Decreto-Lei n.º 2/2020 de 14 de janeiro. Se não seguir estas regras poderá ter problemas com as autoridades.

Resumindo a publicação da GNR sobre o modelo da nova série de matrículas portuguesas:

  • perde a barra amarela, com a indicação do mês e ano de registo dos veículos, passando a ser constituída por dois grupos de duas letras nas extremidades e um grupo de dois algarismos ao centro;
  • eliminando-se os traços que intercalam os grupos de carateres na série até agora em vigor;
  • a disposição dos grupos deve ser centrada vertical e horizontalmente e o espaçamento deve ser:- de 20mm entre grupos, sem traços separadores;- de 10mm entre carateres do mesmo grupo;
  • as chapas de matrícula dos veículos em circulação mantêm-se em uso, sem obrigatoriedade (embora com possibilidade) de substituição.

Para ler o decreto-lei que regulamenta as novas matrículas, clique aqui.